Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Histórico do 12 BIL Mth

O 12º BIL Mth foi criado como Corpo da Guarnição Fixa da Bahia, em Salvador/BA, no dia 19 de abril de 1851, por meio do Decreto Imperial Nr 782, que reorganizou as tropas do Exército Brasileiro.

Em 1860, as tropas constituíram o 16° Batalhão de Infantaria de Linha, posteriormente 16º Batalhão de Caçadores (16º BC) para lutar na Guerra do Paraguai (1865-1870), orgânico da 3ª Divisão de Infantaria, a Divisão Encouraçada. Na Batalha de Lomas Valentinas, o 16º BC, vanguarda das tropas aliadas, cobriu-se de glórias nos combates que derrotaram decisivamente o exército paraguaio. Esse fato foi tão importante para o nosso Exército, que o Batalhão recebeu, em 1982, a denominação histórica de “Batalhão Lomas Valentinas”.

Ao retornar ao país, o 16º BC foi desmembrado em várias Companhias Independentes distribuídas pelo país, que posteriormente se agruparam, criando o 58º BC em Niterói/RJ e o 59º BC em Belo Horizonte/MG.

Em 1919, com a junção do 58º BC e o 59º BC, recebeu nova denominação e sede, constituindo o 12º Regimento de Infantaria (12º RI), estabelecendo suas instalações em Belo Horizonte/MG.   Na década de 1920 e 1930, deslocou suas tropas para combater a revolução nos estados da Bahia, São Paulo, Mato Grosso e Paraná, destacando a “Revolução de 1930”, quando escreveu uma página heroica de resistência no Exército Brasileiro, demonstrando seu DEVER, LEALDADE e SACRIFÍCIO.

No cenário internacional, em 1944/1945, integrou a Força Expedicionária Brasileira (FEB) na 2ª Guerra Mundial, enviando aproximadamente 1000 militares para a Europa, compondo o 11º Regimento de Infantaria (11º RI), participando de combates históricos nas regiões montanhosas dos Apeninos italianos.

Sob a égide da Organização das Nações Unidas, participou, na década de 50, da Missão de Paz da Organização das Nações Unidas no Egito, fornecendo o “Contingente Mineiro” para o Batalhão Suez, onde ocupou a faixa de Gaza, entre Israel e Egito. Em 1996, integrou o Batalhão Brasileiro que atuou na Missão de Paz em Angola (UNAVEM III), no continente Africano e, nos anos de 2007, 2010 e 2012, nos contingentes da Missão de Manutenção da Paz no Haiti (MINUSTAH).

 

Em novembro de 1973, a Unidade passou a denominar-se 12º Batalhão de Infantaria, pelo desmembramento de um dos seus 02 (dois) batalhões para Montes Claros/MG, criando o 55º Batalhão de Infantaria.

No montanhismo militar, o Batalhão desenvolve, desde 1981, capacidades para combater em terreno montanhoso, preparando, anualmente, militares das Forças Armadas, Forças Auxiliares e outras organizações no desempenho de funções de Escalador Militar.